Como os artigos científicos impactam o nosso dia a dia?

Como os artigos científicos impactam o nosso dia a dia?

Imagine um cientista que analisa por anos um remédio experimental capaz de mudar para sempre a história da medicina além de abrir as portas para novos tratamentos oferecendo melhoria na saúde de milhões de pessoas. Foi exatamente o que aconteceu em 1928 quando o cientista escocês Alexander Fleming descobriu a Penicilina, o primeiro antibiótico a ser utilizado com sucesso. Agora, imagine se os manuscritos de Alexander não tivessem sido publicados para toda a comunidade científica, ou pior, se tivessem sido guardados apenas como registros dentro das paredes de seu laboratório. A partir daí podemos notar a importância dos textos e das publicações com cunho acadêmico e compartilhamento de descobertas em diferentes áreas, denominados como artigos científicos.

O que é um artigo científico?

Segundo a ABNT, o artigo científico pode ser definido como a “publicação com autoria declarada, que apresenta e discute ideias, métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento”, ou seja, trata-se de um texto que tem como objetivo divulgar os resultados das pesquisas realizadas por estudantes e professores de graduação, mestrado e doutorado. O Brasil entre 2011 e 2016, publicou mais de 250.000 artigos na base de dados Web of Science em todas as áreas do conhecimento, correspondendo à 13ª posição na produção científica global em uma lista com mais de 190 países, as áreas de maior publicação correspondem a agricultura, medicina e saúde, física e ciência espacial, psiquiatria, e odontologia. Segundo a Associação Brasileira de Ciências, com base nesses dados, mais de 95% das publicações partiram de dentro das universidades públicas, federais e estaduais.

Como os artigos científicos impactam o nosso dia a dia?

Ainda segundo a Associação Brasileira de Ciências, um estudo da UFRJ aponta que o vírus da Zika pode infectar tecidos cerebrais em adultos, esclarecendo assim os casos de complicações neurológicas durante o surto da doença em 2015. Outra descoberta deste mesmo estudo é que um medicamento anti-inflamatório, atualmente administrado para tratamento de artrite reumatóide, pode reduzir os prejuízos neurológicos causados pelo Zika. “Esse estudo é importante para traçar políticas públicas para avaliar os efeitos da doença na população. Isso, a longo prazo, pode trazer benefícios para a população, além de diminuir os gastos”, aponta a neurocientista Claudia Pinto Figueiredo, professora da Faculdade de Farmácia da UFRJ, uma das responsáveis pela coordenação da pesquisa.

Eventos Científicos
Os eventos técnicos e científicos são importantes para nosso dia a dia pois debatem as experiências obtidas dentro dos laboratórios com a população que se beneficiará dos avanços da ciência e tecnológicos. Tais eventos podem ser classificados como congresso, semana, jornada, simpósio, conferência, entre outros.

Os eventos científicos acontecem com o objetivo de a publicação dos artigos científicos produzidos na área acadêmica, assim como o compartilhamento e aprimoramento de ideias. Entretanto, um fator de alta complexidade é organizar a submissão e análise dos artigos científicos a serem publicados em cada evento, para isso a plataforma vpEventos oferece uma ferramenta de Submissão de Trabalhos científicos que simplifica todo o processo.    

Para saber mais acesse: https://youtu.be/yN6M0boegmo

Compartilhe:

Related

Comentários no Facebook