Motivação para alunos: conheça 5 técnicas eficazes

Motivação para alunos: conheça 5 técnicas eficazes

Atualmente, humanos têm menos atenção do que peixes-dourados. Ao menos foi essa a interpretação que revistas como Time e Forbes tiveram desse estudo da Microsoft, de 2015. Em resumo, teríamos um segundo a menos de atenção total que os peixinhos. Se a atenção desapareceu, seria possível ainda criar motivação para alunos estudarem?

Uma coisa escapou às revistas, porém: não vivemos só de atenção total. O mesmo estudo apresenta outros dois tipos de atenção: a seletiva e a sustentada.

A primeira “evita distração respondendo a estímulos” e a segunda “transfere atenção a diferentes tarefas”. A atenção que diminuiu é “foco prolongado em atividades repetitivas”. A solução é estímulo e diversidade. E existem técnicas para isso. Quer ver quais? Continue a leitura e descubra 5 delas!

1. Desenvolvimento da motivação para alunos

É comum pensar que devemos criar a motivação dos alunos, mas alguma motivação eles certamente já têm, portanto, ela deve ser desenvolvida. Para isso, o primeiro passo é conhecer melhor tanto eles, quanto o local de onde vêm e onde estão. Com isso você saberá o que os interessa, seus problemas e sua realidade.

Bom exemplo disso é esta professora gaúcha. Ela percebeu que suas crianças, algumas portadoras de necessidades especiais, tinham baixa autoestima. Sua solução foi trabalhar selfie, a partir do autorretrato na arte. O resultado foi um sucesso!

2. Fortalecimento da comunicação

Essa técnica é via de mão dupla: leva a conhecer melhor os alunos, a se divulgar e a receber feedback. Ter um blog de referência para alunos é um exemplo, assim, você inicia um contato e ajuda a se prepararem para aula — e pode receber feedbacks nos comentários. Ou ainda, que tal passar seu Skype para ouvintes de uma palestra?

Todas essas técnicas desenvolvem o ensino personalizado. Com uma maior interação aluno-professor, grande parte dos problemas do ensino tradicional tende a se resolver.

3. Criação de elementos surpresa

O estudo da Microsoft diz muito sobre monotonia. Ambientes sem diferenciais ou novidades, totalmente previsíveis, tendem a evaporar a atenção das pessoas. Por isso é ideal criar elementos surpresa: isso traz interesse pelo evento e mantém um estado de alerta.

Surpreender é simples: inovar a forma do conteúdo, premiar participação com brindes ou usar tecnologia: pense que legal seria fazer um debate via teleconferência na aula!

4. Gamificação

Gamificação é uma técnica a não ser ignorada: os games são uma sensação hoje em dia. Ações simples produzem a mesma excitação dos jogos na aula — como criar tarefas curtas, que podem ser executadas em time e resultem em realizações colecionáveis. Pequenas recompensas como medalhas levarão alunos a se apropriarem do conteúdo.

5. Mudança de ambiente

Variar o ambiente da sua aula é cada vez mais possível. No próprio ambiente físico, você pode buscar espaços alternativos que tornarão a aula mais interessante. Para isso é importante pesquisar o local, como na primeira dica.

Ambientes virtuais são ainda mais versáteis. Transpor parte do conteúdo para um curso online tem inúmeras vantagens, que vão da divulgação ao acompanhamento dos alunos.

Gostou das técnicas de motivação para alunos? Siga nossa página no Facebook para aprender muito mais técnicas para aprimorar sua docência!

Compartilhe:

Related

Comentários no Facebook